10 Passos Para Imigrar Para A Nova Zelândia

10 Passos Para Imigrar Para A Nova Zelândia

Texto original por BrasilNews.co.nz

Olá leitores do Brasil News, se você está aqui possivelmente tenha em mente o desejo de imigrar para a Nova Zelândia, afinal não se encontra em todos os lugares as belezas naturais e segurança que você pode encontrar aqui. Com esse objetivo decidimos listar 10 Passos para imigrar para a Nova Zelândia. Elaboro essa lista baseada na minha experiência, tenho atualmente o direito à residência permanente no país, algo que obtive após dois anos de estadia, ou seja, teoricamente em curto espaço de tempo tive minha vida resolvida e praticamente todos os direitos que um cidadão neozelandês possui.

Mas vamos ao que interessa:

1. Planejamento

Primeiro de tudo é planejamento, imigrar para um novo país é uma aventura excitante mas também estressante, e bom parte do segredo para evitar o inesperado é realizar um bom planejamento.

Perguntas a se fazer

Você deve avaliar sua situação atual e se fazer algumas perguntas:

  • Como é minha vida hoje ?
  • O que vou sacrificar para ir morar na Nova Zelândia?
  • Quais os riscos?
  • Quais os benefícios?
  • Se não der certo tenho um Plano B?
  • Tenho dinheiro suficiente para me sustentar lá enquanto tento encontrar emprego ou tento me estabelecer?
  • Qual vai ser minha estratégia para ter direito a permanecer no país?
Plano de ação

Como essas perguntas em mente e outras que virão ao seu encontro, você vai iniciar seu plano de ação para imigrar para a Nova Zelândia, lembre que algumas coisas poderão ficar pendentes no Brasil, como talvez uma casa que você possua ou mesmo apareça algum imprevisto a ser resolvido enquanto você está fora do país, por isso é muito importante possuir alguém que tenha por direito legal, autoridade de tomar decisões em seu nome, ou seja, a Certidão de Procuração deve ser uma das prioridades de seu planejamento, assim uma pessoa de sua confiança, poderá agir em seu nome em caso de algo inesperado acontecer.

Custos

Outra coisa a se ponderar são os custos, muitas coisas aqui podem ser baratas porém moradia não é uma delas, principalmente nos grandes centros como Auckland e Wellington, onde a média do valor do aluguel é de 582 dólares neozelandeses no ano de 2020, e o detalhe é que esse valor é semanal e não mensal. Claro que há alterativas como dividir uma residência com outros imigrantes, pode ser uma alternativa se você está dispostos a ceder um pouco de sua privacidade.

Se você decidiu em procurar um emprego e não deseja fazer um intercambio inicialmente, sua jornada pode ser mais dura, que fique claro que talvez a busca por um emprego pode levar meses, o processo de contratação na Nova Zelândia às vezes possui várias fases e processos, isso porque após a contratação muito raramente você será despedido, eles confiam muito nas pessoas, mas para entrar a malha é fina.

Planeje o que fará com seus pertences no Brasil, você possui uma casa? vai vendê-la? vai alugá-la? etc.

Por fim, analise cada aspecto de sua decisão, antes de se jogar nessa aventura, vai por mim, você não vai se arrepender de fazer um bom planejamento.

2. Conhecer os diferentes tipos de vistos

Eis aqui um ponto que mudou totalmente minha história no país e encurtou o tempo para que eu obtivesse o meu visto de residência permanente no país, foi pesquisar os vários tipos de vistos que você pode solicitar na Nova Zelândia. Um Immigration Adviser pode te auxiliar nisto, mas nada impede que você realize uma pesquisa sobre os diferentes tipos de vistos e suas particularidades. Um grande aliado nisso é o próprio site da imigração da Nova Zelândia http://www.immigration.govt.nz.

Meu conselho é, explore muito esse site, faça diferente combinações, veja quantos pontos você consegue alcançar nesse momento em sua situação atual, monte diferente cenários, onde você tenha uma proposta de emprego ou more fora de Auckland, coisas que te darão mais pontos ou mesmo explore os diferentes tipos de Work Visa, conheça a lista de profissões que estão com demanda no momento, faça seu dever de casa. Graças a essa pesquisa consegui meu visto de trabalho em menos de 30 dias após chegar ao país e minha residência em dois anos.

conheça a lista de profissões que estão com demanda no momento, faça seu dever de casa.

3. Pesquisar sites locais

Desde o Brasil já vá se ambientando e conhecendo o país, uma boa maneira de fazer isso é explorar alguns sites locais, não qualquer site, mas aqueles que te darão dicas sobre como as coisas funcionam aqui, (o Brasil News é um bom começo), pesquise preço de aluguel e veículo no TradeMe, que é como um mercado livre aqui na Nova Zelândia, também comece a pesquisar os empregos disponíveis no momento, o site Seek é um bom local para avaliar isso. Visite os sites bancários e veja que documentos eles solicitam, etc.

4. Conhecer e pedir dicas à pessoas que já conseguiram

Outro ponto chave para o meu sucesso no país, foi falar com quem já passou pelo processo, lembro que antes de todo o planejamento que fiz, combinei com um casal que já morava aqui há anos de fazer uma ligação por videoconferência, eles toparam. Nessa ligação fizemos todas as perguntas possíveis, relacionado a custos, estilos de vida, como são as entrevistas de emprego, qual o processo para alugar uma casa entre outros. Isso vai fazer com que você esteja muito mais preparado para atingir seu objetivo e se estabelecer no país.

5. Planejamento de gastos e custos

Toquei nesse assunto brevemente no primeiro passo, porém necessita de uma ênfase, tudo que você quer evitar é ficar sem dinheiro em um país desconhecido, faça muito bem seu planejamento de gastos e custos, tenha um orçamento e siga o mesmo, é muito fácil cair na tentação de gastar dinheiro com viagens e produtos, porém tenha em mente que você irá aproveitar muito mais o país tendo uma renda em dólar, então a regra até conseguir uma fonte de renda é economia. Porém a melhor vantagem é que a Nova Zelândia tem um vasto número de lugares e atividades que são gratuitas, isso mesmo, não custa 1 centavo, então mesmo na economia você consegue aproveitar muito bem o país.

6. Trazer todos os documentos consigo e traduções também

É crucial também trazer contigo todo tipo de documento, do RG à carteira de vacinação, traga tudo, e juntamente com a versão original, traga uma cópia autenticada em inglês de todos os documentos. Outro documento importante para se obter é uma carta de referência de cada empresa que você trabalhou no Brasil, aqui na Nova Zelândia, sua carteira de trabalho não significa muito, eles preferem um carta do seu empregador detalhando suas atividades e funções nos empregos por onde passou, ter isso em mãos facilita muito na hora de se comprovar experiência profissional.

Outro ponto importante é seu passaporte, verifique a data de expiração, se estiver próximo de expirar renove o mais breve possível, isso te evitará muita dor de cabeça.

7. Alterar LinkedIn para inglês

Você tem uma conta do LinkedIn? Se a resposta for não, pare tudo que está fazendo agora e vá criar uma conta, crie um perfil em português e uma versão em inglês, no próprio site você consegue ver como fazer isso. Mas por que criar uma conta no LinkedIn? Porque tem sido nos últimos anos aqui na Nova Zelândia o principal meio de contato entre empregadores e empregados, tenho meses com mais de 5 ou 6 contados que chegam até a mim pelo LinkedIn. Seja honesto em seu perfil, coloque somente conhecimentos e habilidades que você tem total domínio, se você diz que tem experiência em algo, eles vão te testar durante a entrevista sobre tal conhecimento. E você não quer fazer feio, não é mesmo?

8. Começar a aplicar para vagas de emprego desde o Brasil

Lembro que fiquei acordado até 1 ou 2 da manhã para fazer uma entrevista de emprego na Nova Zelândia, foi uma ótima prática, deu para ver as diferenças entre uma entrevista de emprego no Brasil e na Nova Zelândia, ganhei experiência nisso e quando realmente botei o pé em terras Maoris, estava muito mais preparado, desde o primeiro dia eu tinha entrevistas de emprego marcadas. Muito raramente eles contratam alguém que ainda não está no país, porém não é algo impossível de se acontecer dada a demanda e urgência.

9. Pratique e estude inglês e se prepare para o IELTS/TOEFL

Antes de pensar em imigrar para a Nova Zelândia, foque em praticar o inglês todo dia, veja vídeos, converse com nativos da língua inglesa, estude e se prepare para testes de comprovação de inglês como o IELTS ou o TOEFL que são os mais comuns, assista vídeos no YouTube a respeito disso e assista alguns influencers da Nova Zelândia para ir acostumando com o sotaque, e melhor ainda, antes de fazer a migração realize o teste ainda no Brasil, isso te abrirá as portas para o país e te dará um ponto positivo na sua busca por emprego ou por visto no país.

10. Foco no objetivo desde o primeiro dia da chegada

Eu digo que cheguei na Nova Zelândia com sangue nos olhos, pois depois do primeiro cochilo após as longas horas no avião, abri meu laptop e comecei a mandar meu currículo para todas as vagas que se aproximavam do meu setor de conhecimento, e assim foi até eu conseguir o emprego na minha área de atuação com um salário muito maior do que eu esperava. Todo dia eu acordava, me arrumava, tomava o café da manhã e abria meu laptop para enviar meu currículo para as vagas que apareciam no dia.

Após isso, eu ia conhecer um pouco da região, lembro que quase todo dia eu recebia ligação de empregadores, levei muito não pois eu cheguei no país como turista e muitas empresas são receosas em contratar alguém que esteja no momento com o visto de turista, mas não desisti até conseguir meu emprego. E com objetivo atingido, fui aproveitar o país e hoje estou aqui, após 4 anos morando na Nova Zelândia tenho minha vida estável e segura.

cheguei na Nova Zelândia com sangue nos olhos, pois depois do primeiro cochilo após as longas horas no avião, abri meu laptop e comecei a mandar meu currículo para todas as vagas…

Então em conclusão, tudo começa com um bom planejamento, é uma mudança enorme em sua vida imigrar para outro país, a Nova Zelândia é um paraíso na terra, e possui oportunidades infinitas para àqueles que querem progredir e crescer no país.

Se o seu desejo é imigrar para a Nova Zelândia, comece agora a se planejar para isso, confie e aja. E logo você poderá realizar seu sonho, assim como realizei o meu.

Quem é Gleisser Santos

Gleisser Santos, possui MBA em Gerenciamento de Projetos e Programador na área de TI, nasceu em Curitiba no Paraná. Criou o projeto Brasil News juntamente com Lia Santos para  auxiliar outros brasileiros a se adaptarem melhor na Nova Zelândia. Adora aprender coisas novas, passar tempo com a família. Atualmente vive na cidade de Auckland, e se diz realizado por morar na Nova Zelândia.