Te reo Maori e o primeiro tradutor

Te reo Maori, também conhecida como a língua Maori, é uma língua que compõe os idiomas polinésios, sendo uma das línguas oficiais da Nova Zelândia. De enorme importância histórica e cultural, a língua Maori se compõe de um alfabeto de 15 letras, com poucas variações entre as ilhas que falam o dialeto.

Hoje, na Nova Zelândia, poucos são os jovens que ainda mantém o conhecimento sobre esse idioma, sendo mais comumente encontrado entre a população idosa, acima de 65 anos. Sua importância histórica é tão contundente que marcou o processo de colonização da Nova Zelândia, revelando figuras importantes para o país, como Tupaia, o primeiro tradutor ou também o navegador.

Segundo os contos de Taonga, Tupaia foi um padre e exímio navegador, tendo sido responsável por ajudar na navegação de navios britânicos entre as ilhas polinésias. Diferente do que temos hoje, em mapas tradicionais, os mapas de Tupaia retratam toda a trajetória de descobertas das ilhas pelos povos polinésios, muito antes da nossa época.

Mapa usado por Tupaia para navegações.

 

Devido à similaridade de seu idioma com o Maori,Tupaia foi capaz de compreender e se comunicar com nativos de outra ilhas polinésias, intermediando o contato entre esses povos e exploradores britânicos e, a partir daí, com trabalho em equipe, apresentar as ilhas e promover o que hoje conhecemos como a Nova Zelândia.

A história Maori pode ser encontrada em museus e narrativas do povo, transmitidas boca a boca e compõe parte essencial da cultura Neo Zelandesa e da preservação de povos e tradições antigas.

 

Créditos: Imagens retiradas da exposição do Museu de Auckland.